‘Losers’: Série da Netflix mostra que o fracasso é, sim, uma alternativa

0
2

DivulgaçãoO lutador de boxe Michael Bentt viu na queda a grande oportunidade de buscar sua felicidade.

Você não precisa gostar de esportes para apreciar Losers, série documental que entrou no catálogo da Netflix em pleno Carnaval. Pode parecer que cada um de seus 8 episódios apenas contam um caso relacionado a uma modalidade esportiva, mas essa produção original da plataforma de streaming é muito mais do que isso.

Ali não há histórias de campeões. Ao invés disso, elas focam nos “perdedores”. Mostram que a derrota abre portas, revelam nosso verdadeiro caráter, aumentam nossa compreensão do que é a vida real. A derrota pode ser dolorosa, mas não há evolução sem ela.

Seja contando a história do lutador de boxe que odiava lutar boxe, de uma patinadora negra que sofria preconceito, de um jogador de curling que passava por cima de tudo e de todos para vencer, ou de uma condutora de trenós que dava mais importância para o bem-estar de seus cachorros do que chegar ao ponto mais alto do pódio, Losers mostra que o fracasso é, sim, uma alternativa.

DivulgaçãoA patinadora Surya Bonaly e sua eterna luta para ser ela mesma.

Não há representação mais precisa da natureza humana que o esporte. Competimos o tempo todo por um conceito de vitória que exalta apenas o 1º lugar, que não dá a mínima para como chegamos lá, privilegiando apenas o resultado. E onde o 2º colocado é o maior dos perdedores.

Mas as histórias retratadas na série mostram o contrário. Que não há conquista no mundo que valha o sacrifício da felicidade ou do amor pelo outro.

Entre os episódios, destaque para Um ex-lutador e Julgamento. O primeiro conta a história de Michael Bentt, um ex-campeão de boxe que viu em uma grande derrota a oportunidade de fazer o que realmente amava, enquanto o outro mostra a patinadora negra Surya Bonaly, que encontrou seu devido reconhecimento quando finalmente parou de tentar ser o que os outros queriam que ela fosse para agradar os jurados e passou a ser ela mesma.

DivulgaçãoMovido pela vingança, Pat Ryan quase destrói o esporte que amava, o curling.

Fique de olho também em dois EPs que mostram a outra face do fracasso. O de quem, pela vitória, faz absolutamente de tudo, transformando a conquista em algo amargo. Como na história do jogador de curling Pat Ryan, que inventou uma fórmula de vitória garantida que acabou com a graça do jogo; e a do corredor italiano Mauro Prosperi, que se afasta totalmente de sua família obcecado por uma maratona no deserto do Marrocos, que quase o matou.

Esqueça livros de autoajuda. Losers mostra que o esporte está cheio de lições importantes para nossas vidas. Principalmente a de que perder é necessário. Que são as derrotas que nos fazem pessoas melhores.

Quem aprende com o fracasso são os verdadeiros campeões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here