Ciro Gomes critica Tabata Amaral e chama movimento Acredito de ‘partido clandestino’

0
3

ASSOCIATED PRESS“Nós não somos o PT, que nega a necessidade de uma reforma. Nós temos uma proposta”, disse o ex-governador do Ceará.

Ameaçada de expulsão de seu partido (o PDT) depois que votou a favor da reforma da Previdência, a deputada Tabata Amaral foi criticada mais uma vez pelo ex-governador do Ceará Ciro Gomes, um dos caciques do partido.

“Nós não somos o PT, que nega a necessidade de uma reforma. Nós temos uma proposta. E, de repente, do dia para a noite ela [Tabata Amaral] muda, sem dar satisfações a ninguém”, disse Ciro em um vídeo publicado na conta do Twitter do jornalista Pedro Durán, repórter da rádio CBN.

Veja aqui o vídeo:

Além da dura crítica à deputada, Ciro afirmou que o PDT não tem nada a ver com o movimento Acredito, do qual Tábata faz parte. O pedetista tachou o movimento como um “partido clandestino”.

Criado em 2017 com a bandeira da renovação política, o Acredito é um movimento suprapartidário — que faz questão de sublinhar que não é um partido. Ao contrário do que o HuffPost Brasil informou, ele não foi criado por empresários como Jorge Paulo Lemann. Seu financiamento ocorre apenas por meio de doações de pessoas físicas.

Pelo Twitter, o Acredito contestou o que classificou de “acusações mentirosas” de Ciro. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here